quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Último Scania série 4

Eis um veículo R420 6x2 ano 2007, o último da série 4, pertencia à Associação dos Motoristas de Garibaldi, no Rio Grande do Sul; pois em outubro de 2007 a Scania lançou a linha PGR e não deu continuidade às séries, portanto série 5 em diante não existe, pois de acordo com a montadora, a evolução do produto é constante e vemos isso na prática, pois a mesma atualizou muito seus produtos de lá pra cá.

"rapa do tacho"

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Volvo FH440

Este veículo mesmo sendo recente, deixou saudades, um acerto da Volvo que agradou e agrada à muitos, lançado em outubro de 2006 dentro da linha Total Performance, estreando o bloco de 12.800 cc; logo foi bem aceito pelos frotistas e motoristas. Seus irmãos eram o 400, 480 e 520, porém seu equilíbrio e versatilidade o favoreceram muito, sendo o mais vendido dos quatro. Logo se tornou líder de vendas e era figurinha fácil nas rodovias, mas como tudo passa, em dezembro de 2011 ele encerrava sua participação, dando lugar ao FH460, um modelo para atender ao Euro 5.
Abaixo uma singela ficha técnica desta lenda:

Motor: D13A, 440 hp entre 1400 e 1800 rpm, e 224,5 mkgf entre 1050 e 1400 rpm
Caixas: mecânicas VT2214B e VT2514B de 14 marchas (6+6) + 2 Crawler
              automatizada: AT2512C de 14 marchas e 4 ré
              Obs.: todas com overdrive.

Diferenciais

4x2 / 6x2

RAEV91 / RS1356HV, sem redução nos cubos, nas relações: 3,10, 3,44 e 3,67

4x2 / 6x2

RS1370HV com redução nos cubos nas relações: 3,61, 3,76 e 4,12

6x4

RTS2370A, sem redução nos cubos, nas relações:3,09, 3,40, 3,78, 4,13, 4,50 e 5,14

RT2610HV, com redução nos cubos, nas relações: 3,61, 3,76, 4,12, 4,55 e 5,41

RT3210HV, com redução nos cubos, nas relações: 3,61, 3,76, 4,12, 4,55, 5,41 e 7,21


Veja este video: https://www.youtube.com/watch?v=jqpgYj45ozs

4x2

6x2

6x4




domingo, 23 de fevereiro de 2014

Comparativo: caminhões chineses

O Brasil atualmente possui uma vasta opção de caminhões do segmento pesado, abaixo um pouco dos modelos chineses disponíveis no momento:


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Mercedes-Benz L1621

Motor: OM-366LA, 5958 cc, com 210 hp à 2600 rpm e torque de 67 mkgf à 1600 rpm
Caixa: ZF S6-90 (6 marchas) e Eaton FS6306 (6 marchas)
Diferencial: HL4/01D10 de simples redução, nas relações: 4,30 / 4,875 / 6,844
ou HL5/2DZ10 de dupla redução, na relação 5,625 / 7,897 (opcional)
Entre-eixos: 5,17 e 5,90 m

Caminhão badalado do trecho

Motor OM-366LA

Interior com bom acabamento

Painel simples de operar

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Scania P94G 300

Motor: DSC9 03 com 300 hp à 1900 rpm e torque de 142,8 mkgf entre 1100 e 1300 rpm
Caixa: GR900, com 8 marchas (4+4) com Crawler
Diferencial: R780, na relação 3,40 (10x34)

Veículo divulgado na Fenatran de 2003, e que ganhava injeção eletrônica; antes tinha 310 hp e 137,75 mkgf, uma diferença de 3,66 % para a nova versão.
As montadoras estavam preocupadas com o líder de vendas da época, o VW Titan 18-310, por isso a Scania se mexeu, desenvolveu este veículo que na realidade é o pai do P310, um projeto acertado, e em montagem até os dias atuais.

Difícil ver esse modelo.

Última série do 6 cilindros com 9 l.

Caixa muito bem dimensionada ao cargueiro

Com Crawler para ajudar em aclives fortes

Diferencial de sobra para 300 hp

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Volvo FH Ocean Race 2012

Com a regata mundial, a Volvo aproveitou e lançou mais uma vez a série Ocean Race, em abril de 2012, são apenas 100 veículos e contam com os seguintes itens:

- motor 460 ou 540 hp
- caixa I-Shift
- VEB 500
- cabine Globetrotter
- suspensão pneumática
- freios ABS
- DAS detector de atenção, emite som ao motorista cansado
- ESP, controle eletrônico de estabilidade
- ACC, sensor de proximidade
- rodas em alumínio
- defletor de ar
- farois em xenon
- revestimento dos banco, volante, porta e puxadores de porta em couro
- airbag
- geladeira


Cor e faixa exclusivas

Suspensão pneumática

Muitos ajustes no banco

Bancos em couro

Revestimento da porta em couro

Exclusividade

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Mercedes-Benz LS 1924 A

Motor: OM-355/6A, 11.580 cc, potência de 285 hp à 2200 rpm, e torque de 108 mkgf à 1300 rpm
Caixa: ZF 4K121GP ou ZF 4S 120GP de 8 marchas (4+4)
Diferencial: HL7/015-D13, nas relações 5,22 e 5,94

Indicado para a faixa de 40 ton de PBT. Foto de 2001.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Scania Opticruise



Histórico do Opticruise no Brasil




- Opticruise é um conjunto de componentes que viabilizam a troca automatizada das marchas, podendo ser instalado numa caixa convencional, como o caso da GR801, GR900, GRS900, etc.

- 1º veículo que o testou: Ônibus CMA Flecha Azul VIII sobre K124 de 420 hp, caixa GR801, prefixo do ônibus: 7501 da Viação Cometa em 1998

- lançado nos caminhões em agosto de 2001, requer injeção eletrônica e GRS900, com pedal de embreagem e alavanca no cofre do motor, primeiro veículo foi um R124 420 4x2 na cor prata

-lançado nos ônibus em jan/2003, na caixa GR801 de 7 speed
- 2ª geração: out 2007 [ linha PGR], com e sem pedal de embreagem e a alavanca atrás do volante

- 3ª geração: set 2011, com e sem pedal de embreagem, além de novos sensores que agilizam a trocam 7 milisegundos mais rápida.


- 4ª geração: jul 2013, agora sem pedal de embreagem, e novo software que conta com: Modo econômico [Ecocruise], Off Road, Padrão e Potência, além do novo sistema de lubrificação.

PS: É um sistema que veio crescendo ao longo dos anos, tanto equipando os caminhões, caso do atual líder de vendas, o R440 que impulsionou a venda do Opticruise e também no avanço tecnológico, no momento o equipamento é um ótimo aliado na economia do veículo num todo, pois é muito preciso. Agora mencionando a concorrência, a Volvo desenvolveu uma caixa para o I-Shift, que não possui aneis sincronizadores e o "tranco" durante as trocas é menor, e o intervalo de troca de óleo é maior. O equipamento da Mercedes, o Powershift segue o padrão da Volvo, e o AS Tronic da ZF equipa MAN, Iveco, Ford, DAF é um sistema muito bom também. 
E nunca podemos nos esquecer: " Num mercado tão competitivo, não existe produto ruim"
1º veículo no Brasil a testar a caixa com Opticruise

Eis a prova do equipamento no ônibus.


Tudo começou com o pai do Opticruise, CAG (Computer Aided Gearbox), mas apenas na Europa. 
Alavanca do Opticruise em 2001, modos R, N, A e M (p/ aumentar marcha basta um toque para direita e para reduzir, para esquerda)

Propaganda de ago/2001



Alavanca desde out/2007



1º caminhão a receber o Opticruise, em 2001

Equipamento instalado numa caixa GRS900, de 12 marchas, 2 Crawler e 2 ré.



segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Mercedes-Benz LS 1932

Motor: OM-355/6 LA, 11.580 cc, potência de 326 hp à 2000 rpm, e torque de 133 mkgf à 1200 rpm
Caixa: ZF 16S 130 com 16 velocidades (8+8)
Diferencial: HL7 nas relações: 4,205 e 4,64 (opc.)

Lembra do clip da música Caminhoneiro do Roberto Carlos?

Acesse o clip da música: https://www.youtube.com/watch?v=iWyWIxgFFVk

sábado, 8 de fevereiro de 2014

DAF XF 105 com caixa ZF AS Tronic

Mais um modelo de caminhão pesado com caixa automatizada, o DAF XF 105 pode receber a ZF AS Tronic com 12 ou 16 marchas.


Alavanca atrás do volante. Foto: Wagner Araújo

Na versão com 16 marchas, a última é overdrive (0,83)

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Iveco Hi Way - cabine com basculamento elétrico

A moda começou com o FH, agora a Iveco traz este conforto ao motorista ou mecânico.


Bomba hidráulica é coisa do passado.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Scania LK140

Lançamento no 9º Salão do Automóvel de 1974, entre 22 de novembro e 1 de dezembro no Anhembi!

É a chegada do motor V8, novidade por aqui na linha diesel, acompanhe os dados:

Modelo: DS14LB05
Cilindrada: 14.200 cc
Cilindros: 8 em V, à 90º
Potência: 350 hp à 2300 rpm
Torque: 127 mkgf à 1500 rpm
Diâm. x curso: 127 x 140 mm
Capac. óleo no cárter: 25 l
Taxa de compressão: 15:1

Além do motor V8, a cabine avançada era novidade para a época.

Lançado em 1969 na Europa, depois de 5 anos desembarcou no Brasil.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Scania T112 M

Motor: DS11 B 05, 296 hp a 2200 rpm e 111 mkgf a 1400 rpm
Caixa: GR870 de 10 marchas
Diferencial: R752 nas relações 4,13, 4,71 e 5,83

PS.: Eis o famoso "111 de gravata" ou "111 roupa nova", pois utilizava o mesmo motor do L111. O período com o mesmo motor foi de mai/81 à jan/82.