quarta-feira, 30 de abril de 2014

Comparativo Scania: R500 V8 x R480

O modelo R500 V8 supera na potência em 20 hp, empata no torque e perde na faixa de torque plano, com 50 giros com 2 cilindros e 2.900 cc a mais.




segunda-feira, 28 de abril de 2014

Volvo NH12 380 e 420 4x2

Motor: D12C, 12.100 cc, 6 cilindros.
Versão 380 hp entre 1700 e 1800 rpm, 188,77 mkgf entre 1100 e 1300 rpm
Versão 420 hp entre 1700 e 1800 rpm, 204,08 mkgf entre 1100 e 1300 rpm

Caixa: Versão 380 hp: ZT1816, 4+4 marchas mais reduzidas e 2 ré
           Versão 420 hp: SR1900, 3+3 marchas mais reduzidas, 2 Crawler e 2 ré

Diferencial: RAEV91, nas relações 3,10, 3,44 e 3,67

PS: Lançado em 1999 para ficar na vaga do NL10/NL12 EDC e concorrer com o MB LS1938, Scania T114/T124 e International 9200. Um caminhão confortável e com muitos atrativos, e em 2003 recebeu facelift e novo motor D12D e ganhou nova potência, vindo a encerrar sua produção em fins de 2005. Detalhe, na montadora em Curitiba, está presente o último exemplar, ano 2006.



VEB com 390 hp

ZT1816

CMT: 60 t

domingo, 27 de abril de 2014

Volkswagen 35-300

Motor: Cummins 6CTAA, 8.300 cc, 291 hp à 2200 rpm e 121,3 mkgf à 1500 rpm
Caixa: Eaton RT8609A, 8 marchas e 1 Crawler
Diferencial: Rockwell RS23-155 na relação 4,10

Cabine Marcopolo


sexta-feira, 25 de abril de 2014

Comparativo Mercedes-Benz Atego 1418 x Atego 1518

* Motor: OM-904LA, 4 cilindros, 177 hp à 2200 rpm e 68 mkgf entre 1200 e 1600 rpm (ambos)
* Caixa: MB G60-6 (ambos), porém depois o 1518 recebeu a MB G85-6


* Diferencial: 

Atego 1418: HL4/62 D-10, simples velocidade, relações: 4,10 e 4,875
HL5/61 DZ-11, dupla velocidade, relações: 4,875 / 6,844 (opcional)

Atego 1518: HL5/61 DZ-11, dupla velocidade, relações: 4,875 / 6,844 e 5,625 / 6,898


* Entre-eixos: 3,56, 4,16, 4,76 e 5,36 m

* PBT

Atego 1418: 13.990 kg

Atego 1518: 14.990 kg


Parecidos, iguais não!





quarta-feira, 23 de abril de 2014

Comparativo de suspensões para tração 6x4

Nesta imagem podemos comparar os modelos de suspensão tandem com molas parabólicas oferecidos pela Iveco, Scania e Volvo, aproveitando a fotografia, também podemos analisar as trações 6x4 sem cubo redutor.

Obs. faltou colocar a MAN no comparativo, mas ainda não possuo foto desta natureza e o International 9800i utiliza suspensão pneumática.


segunda-feira, 21 de abril de 2014

Volvo FM12 340

Motor: D12C, 6 cilindros, 12.100 cc, 340 hp entre 1700 e 1800 rpm e 173,5 mkgf entre 1100 e 1300 rpm
Caixa: ZF ZT1816 de 16 marchas (4+4) mais reduzidas
Diferencial: RAEV91, disponível nas relações 3,10 e 3,44

PS. Lançado na Vocal de São Paulo no dia 16/5/2001, substituindo o FM10 320

Sobra na cegonha

Tripla filtragem do lubrificante




quinta-feira, 17 de abril de 2014

Scania P94D 220

Motor: DSC911, 8.900 cc, 6 cilindros, Euro 2, 220 hp à 2000 rpm e 102,55 mkgf à 1350 rpm
Caixa: GR801 de 8 velocidades, 4+4 sem reduzidas
Diferencial: R660

PS. Lançado em junho de 2001 para o segmento de 30 toneladas de PBT, ele tinha preço inicial de R$ 95.000,00 e enfrentava o MB 1620 e o VW 17-210 e 17-220, além do Cargo.

Difícil de se ver um deste

terça-feira, 15 de abril de 2014

Volkswagen Delivery Plus 10.160 6x2

Estava lá na Fenatran de 2013, e até agora não vemos pelas ruas, o incremento do 3º eixo com rodagem dupla resulta em PBT de 13 t.

Mais uma opção no mercado de cargueiros

Será que vira tendência?

domingo, 13 de abril de 2014

Mercedes-Benz LS 1634

Motor: OM-457LA, Euro 3, 11.967 cc, com 340 hp à 1900 rpm, torque de 147,9 mkgf à 1100 rpm
Caixa: ZF 16S1650 com 16 marchas (8+8) mais reduzidas
Diferencial: HL7/022D-12,3 na relações: 3,43 e 3,71

PS: Veículo que sempre vendeu bem e continuou oferecendo cabine convencional. Em relação ao Atron 1635 que entrou em seu lugar, este ficou 140 kg mais pesado, 5,8 cm maior e 5 hp mais potente, além de oferecer mais uma opção de relação de diferencial, a 3,43.


3º eixo adaptado 



Cabine confortável


quinta-feira, 10 de abril de 2014

Comparativo Volvo FH480 x Scania R164 V8 480

Potências iguais, mas o torque favorece o Volvo com 4,34 % de vantagem, com rpm menor, além de contar com menos:
* 2 cilindros
* 2.800 cc
* 2 litros de lubrificante.

PS: Antes da linha Total Performance da Volvo, que estreou em out/06, o R164 480 era o mais potente, e nem precisou do FH520 para desbancá-lo, o próprio FH480 deu conta.

FH supera

Analise e opine, seu comentário é muito importante.

terça-feira, 8 de abril de 2014

International 4700 16E200 4x2

Motor: Navistar T444E, 7,3 l, V8, turbo e intercooler com 197 hp à 2300 rpm e 72 mkgf entre 1400 e 1700 rpm
Caixa: Eaton FS 5205-A de 5 velocidades
Diferencial: Meritor RS 23.240, disponível nas relações 4,56 e 6,21
Entre-eixos: 5537 mm

PS.: Contava com a programação do módulo de injeção, chamado de Diamond Logic, onde poderia configurar:

* limite da velocidade máxima
* piloto automático
* acelerador manual eletrônico
* ajuste do rpm para tomada de força
* relatório operacional
* auto diagnóstico entre outros

Mas não vingou, e este motor e o DT466 do seu irmão 4900 foram substituídos por Cummins por exemplo.

Cabine apertada

Tecnológico, mas por aqui não foi pra frente.

Acelerador é eletrônico


domingo, 6 de abril de 2014

Suspensão cabine Volvo FH

Muito se reclama do conforto do FH, a alavanca pesada e a cabine que pula um pouco; mas é possível configurá-lo com 4 bolsas de ar:

Veículo cada vez mais top.

PS.: Os primeiros FH12 380 suecos, aqueles vermelhos, que divulgaram o produto já contavam com a suspensão pneumática como item de série, quando o FH12 ficou nacionalizado, esta suspensão era um item opcional para a cabine intermediária e a alta.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Tanque de ar DAF XF 105

Além de estar na vertical, ficou desprotegido, nesta posição é fácil de ser atingido. As soluções da Volvo e Scania foram melhor pensadas.


quarta-feira, 2 de abril de 2014

Lançamento Volvo Power

O mercado de caminhões foi impactado em 1989 com a chegada da série Power, com o NL10 280 e 340 além do poderoso NL12 400.

E saber que o desenho desta cabine começou pelos farois.