terça-feira, 26 de agosto de 2014

Mercedes-Benz LAK-1418 4x4

Motor: OM-366A, 6 cilindros, 5958 cc, 184 hp à 2600 rpm e 60,2 mkgf à 1600 rpm
Caixa: MB G3/60-5 com 5 marchas
Caixa de transferência: VG500 - 3W [1,64]
Diferencial dianteiro: AL-4/5 D4,3
Diferencial traseiro: HL4/26 D9,2 ou HL4/27 D-10 (ambos na relação 6,14)
Entre-eixos: 4,20 m

LAK: caminhão com tração nas 4 e pronto para basculante.
                                     

366 equipando mais um modelo da MB.

Estrutura reforçada para o diferencial traseiro.

Diferencial dianteiro AL-4.

Bela imagem da caixa de transferência VG500

Cubo dianteiro do diferencial AL-4.

sábado, 23 de agosto de 2014

Ford Cargo 1622 - ano 2000

Motor: Cummins 6CTAA , 6 cilindros, 8270 cc,  turbo e intercooler, Euro 1, com 215 hp à 2200 rpm e torque de 82 mkgf à 1600
Caixa Eaton FS-6306A (6 marchas)
Diferencial: Rockwell RS 23-240, de dupla velocidade, relações: 4,10 / 5,59 e 4,56 / 6,21 [para betoneira, lixeiro]
Entre-eixos: 4,34 e 4,80 m

Praticamente última série desta frente.





terça-feira, 19 de agosto de 2014

GMC 5-90

Motor: Isuzu 4JG2, 3059 cc, 4 cilindros, 83 hp à 3400 rpm e 19,4 mkgf à 2000 rpm
Caixa: Isuzu MSB5M, 5 marchas
Diferencial: Isuzu G73-R42, na relação 6,14
Entre-eixos: 3,36 m
Cap. Máx. de Tração: 5.020 kg

Vemos poucos pelo trecho

83 hp

Geralmente as capas secas são redondas, esta é diferente.



segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Mercedes-Benz LS 1632

Motor: OM-449LA, 5 cilindros, 9973 cc, turbo e intercooler, 320 hp à 1900 rpm e 150 mkgf à 1100 rpm
Caixa: ZF 16S 1650 com 8 marchas (4+4+reduzidas)
Diferencial: HL7/022D-12,3, disponível nas relações 3,82 e 4,22
Entre-eixos: 4,50 m

Num rápido confronto com a versão anterior (LS1630), esta geração ganha em 6,7% na potência e supera em 13% no torque, com uma caixa mais robusta, a 1650 e conta com uma relação de diferencial a menos. Foram fabricadas 592 unidades entre 1998 e 2002, dando lugar ao LS1634.





sábado, 9 de agosto de 2014

Volkswagen Titan 31-310 6x4

Motor: Cummins 6 CTAA, 6 cilindros, 8270 cc, com turbo e intercooler, 303 hp à 2200 rpm e torque de 122 mkgf à 1500 rpm
Câmbio: Eaton RT11-710B com 10 marchas (5+5) e 2 ré
Diferenciais: Meritor MT 50-168
Entre-eixos: 4,12 e 5,26 m

PS: Lançado em nov/04, junto do 31-260, também 6x4.




Sem aneis sincronizadores, o botão à direita é o freio do eixo piloto

Tandem semi-elíptico

sábado, 2 de agosto de 2014

Scania T112 HW 310 4x2

Motor: DS11 34, 6 cilindros, 11.022 cc, turbo:
310 hp à 2000 rpm e 136,2 mkgf à 1100 rpm com ventilador viscoso
303 hp à 2000 rpm e 135,7 mkgf à 1100 rpm sem ventilador viscoso

Caixa: GR871, 10 marchas (5 + 5) sem reduzidas com 2 ré
           G770, 5 marchas, opcional

Diferencial: R770, nas relações: 3,50, 3,89 e 4,25

Entre-eixos: 3,80, 4,20 e 5,40 m

PS: Modelo raro de se ver, o câmbio G770 era disponível apenas para versão turbo, adequado para cargas leves, que nem baú e cegonha. Um destaque especial para o ventilador viscoso, pois dá uma diferença no torque de 0,3% e na potência: 2,3 %.

O 112 HW durou pouco, lançado em ago/89 no lugar do HS e abriu caminho para o 113, no fim de 1991.

Para ver a matéria sobre o ventilador viscoso, acesse este link: http://mundodospesados.blogspot.com.br/2014/05/ventilador-viscoso.html


HW: Heavy Weight



Para-lamas em metal e novas lanternas

A procura pelo intercooler já era grande, o que minimizou as vendas da versão turbo.



3 opções de relação

Seguindo padrão quadrado dos anos 80